Como comentei nos últimos dois posts, eu gosto mesmo é de short largo e/ou comprido. Talvez porque usei, durante muito tempo, shorts de tamanho maior que o meu. Mas a sensação de ter mais tecido macio e gostoso no seu corpo é ótima. Uma vez um cara me disse que shorts e bermudas são as “saias” do homem. Sei lá, saias não me interessam. Mas que é confortável e também um tesão um short bem largo, fresco, pra mim é.
Mas, não posso deixar de reconhecer o valor dos shorts curtinhos (como os retrôs da década de 80, que têm até um Marcador especial aqui) de corrida/atletismo.
Tenho amigos que participam de maratonas e, quando eles vão pegar os kits de corrida no Ibirapuera, fico louco quando passo por aquele monte de camelôs aproveitando pra ganhar um extra vendendo shorts de última hora. Cada short tesão. Muitos ainda com o brilho e a maciez do nylon. Não compro uma porrada pra não dar muito na cara (e também não vou torrar minha grana só com isso).
Enfim, vai dizer que não é uma delícia ver um cara como esse aí com esse shortinho minúsculo?
Melhor que isso, só ver competições na TV em dia de chuva, como aconteceu nas últimas Olimpíadas. Nem precisa estar chovendo pra os atletas se molharem, porque eles usam a água pra se hidratar e manter a temperatura do corpo (por meio da evaporação da água). Mas, em Pequim, numa das duas provas de marcha atlética, os marchadores simplesmente cruzaram a linha de chegada encharcadaços por causa do toró que caiu. Um tesão pra mim (short+roupa molhada =🙂 ), como dá pra conferir pelas fotos abaixo.
Todos eles rebolando (sabendo que são héteros) e ensopados,  foi uma delícia de ver!

Eu corro de vez em quando e uso algum dos meus shorts retrôs, como o verde do cara da foto, porque o nylon é muito melhor (ninguém bate aquele nylon até hoje) e é muito mais legal correr com uma peça vintage da Adidas, da Umbro, do que com algo recém-lançado.