No país do futebol, gay não curte o esporte. Até porque, não sabe jogar. Exceto claro, pelos gays mais machos que vivem em um ambiente hétero e, muitas vezes, não se assumem.
Mas alguns gostam de ver jogo por outros motivos. Pelos jogadores. E pelos seus uniformes.
Um jogador que manda muito bem (com a bola e em beleza) não pe brasileiro. É o venezuelano/chileno Valdívida. Bonitão, brincalhão, bem-humorado e bom jogador. Fica ótimo no uniforme do chile ou do Palmeiras. Especialmente na nova camisete fluorescente do time. Quem viu o jogo de ontem (30/04), em que o Plameiras acabou perdendo, ainda pode vê-lo no domingo😉


Como short sempre foi uma coisa meio constrangedora de se falar pra mim (e acho que isso acontece com outros fetiches também), acho engraçado que a “roupa de trabalho” dos jogadores seja o short. Trabalhar de calção deve ser muito bom. hehehe Tênis (no caso, chuteira) e meias, todo mundo usa, mas calção e camisetsa de nylon, não. E é sempre mais gostoso ver em alguém bonito como “el Mago”.
Um último toque. O Valdívia nunca posou pra nenhum ensaio. Portanto, se você encontrar links pra “fotos sensuais” ou “nu” dele, cuidado: é vírus!